Fome avança: falta de comida afeta um em cada três brasileiros

Nova pesquisa mostra que a ameaça da fome não dá trégua aos brasileiros. No mesmo país que saiu do Mapa da Fome em 2014, hoje uma a cada três pessoas sofre com a falta de alimentos.

É o que mostra pesquisa DataFolha divulgada nesta quarta-feira (3) pela Folha de S. Paulo. Segundo o levantamento, 33% dos entrevistados dizem que a quantidade de comida em casa nos últimos meses não foi suficiente para alimentar a família. 

O índice representa uma piora no quadro. Quando a mesma pesquisa foi feita em maio, eram 26% os que sofriam com comida insuficiente. Já o que dizem ter alimentos o bastante para a família caíram de 62% para 55%.

Mulheres e negros sofrem mais

A escassez de comida afeta mais as mulheres (37%), historicamente mais vulneráveis no mercado de trabalho (veja vídeo abaixo); famílias com renda de até dois salários mínimos (46%); aqueles que se declaram pretos (40%) e no Nordeste (42%).

A pesquisa também mostra que 17% dos entrevistados estão em famílias que, nos últimos meses, venderam algum bem ou objeto de valor para comprar alimentos e itens básicos de supermercado.

O estudo confirma o que outros levantamentos mostraram. Em junho, o 2º Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia apontou que 33 milhões de pessoas passam fome no Brasil.

No mês passado, a ONU confirmou que o Brasil voltou ao Mapa da Fome e apontou que 61,3 milhões de brasileiros convivem com algum tipo de insegurança alimentar.

Bolsonaro não engana a população

Depois de passar três anos e meio permitindo que o preço dos alimentos disparasse e destruindo todas as políticas de combate à fome, como a valorização do salário mínimo, a formação de estoques de alimentos e o apoio aos pequenos agricultores, Bolsonaro não tem mais capacidade de enganar a população.

LEIA MAIS: R$ 600 não acabam com a fome nem resolvem vida dos mais pobres; entenda

Segundo a pesquisa, 61% dos brasileiros sabem que o principal objetivo dos auxílios que Bolsonaro resolveu conceder agora é ganhar votos e 56% consideram o valor de R$ 600 insuficiente.

Para fazer a pesquisa, o DataFolha ouviu 2.556 pessoas em 183 cidades de forma presencial na quarta (27) e quinta-feira (28).

Da Redação PT

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s